Internacional

China defende que EUA devem convidar OMS para investigar origem do novo coronavírus

China diz que EUA devem seguir o seu exemplo.

A China defendeu, esta terça-feira, que os Estados Unidos devem convidar os especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), que atualmente se encontram em Wuhan, a ir ao país para investigar a origem do novo coronavírus.

Em conferência de imprensa, Wang Wenbin, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês informou que especialistas locais "compartilharam uma vasta quantidade de informações e resultados de pesquisas" com cientistas internacionais e fizeram "trocas aprofundadas" com estes.

Assim, o porta-voz disse esperar que os EUA sigam o exemplo da China e tenham uma atitude "positiva, científica e cooperativa" na investigação para apurar a origem do novo coronavírus, defendendo que os EUA devem convidar os especialistas da OMS a visitar o país, como parte das suas pesquisas.

Recorde-se que a China já afirmou que o vírus pode ter chegado a Wuhan através dos soldados do Exército dos EUA que participaram dos Jogos Militares na cidade, em outubro de 2019, e sugeriram também que o vírus pode ter surgido num laboratório norte-americano. Contudo, não existe nenhuma evidência científica nesse sentido.

De realçar que recentemente foi noticiado que as famílias das primeiras vítimas da covid-19 foram pressionadas pelas autoridades chinesas para não entrarem em contacto com os doze especialistas da OMS que estão em Wuhan.