Internacional

Madrid dá máscaras FFP2 a pessoas com mais de 65 anos

As farmácias também vão começar a entregar, hoje, máscaras FFP2, contudo a partir do dia 19 de maio, só irão distribuir a quem apresentar o cartão de saúde ou o cartão de cidadão para beneficiar da medida.


As autoridades madrilenas começaram a distribuir, esta quinta-feira, gratuitamente, máscaras FFP2 pelos habitantes com mais de 65 anos. Esta proteção facial é a recomendada para os profissionais de saúde.

As farmácias também vão começar a entregar, hoje, máscaras FFP2, contudo a partir do dia 19 de maio, só irão distribuir a quem apresentar o cartão de saúde ou o cartão de cidadão para beneficiar da medida.

O setor da saúde do governo regional de Madrid tem sob seu encargo 17 comunidades autónomas e por isso decidiu proteger um grupo importante da população mais frágil à covid-19.

Já no final da primeira vaga da pandemia, as autoridades regionais de Madrid distribuíram este tipo de máscara por toda a população e numa segunda distribuição apenas a pessoas mais vulneráveis.

As máscaras de proteção FFP2 são as mais indicadas para o pessoal da saúde e, de acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, têm um nível de filtração pelo menos superior a 92%.

A questão sobre a utilização das máscaras FFP2 apareceu há algumas semanas na Europa, quando a França as recomendou e a Alemanha as tornou obrigatórias em locais públicos, como transportes públicos e comércio, como maneira de prevenir o contágio de novas variantes do SARS-coV-2.

Países, como a Bélgica, continuam a recomendar a utilização de máscaras higiénicas ou cirúrgicas, em geral, desde que sejam colocadas corretamente – com a duração, cobertura do nariz e da boca e completamente esticadas na face, sem dobras – ou máscaras de pano – com uma camada dupla e, se possível, com um filtro húmido entre elas.

De momento, a região de Madrid foi a mais atingida pela pandemia de covid-19 com 12.741 vítimas mortais num total nacional de 60.370.