Sociedade

Detido por desobedecer, injuriar e resistir à ação policial no aeroporto de Lisboa

O homem foi informado que iria ser autuado. Nesse momento, injuriou os polícias. É de referir que, depois de lhe ter sido dada voz de detenção, procurou continuadamente resistir.

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, na passada segunda-feira, pelas 6h00, deteve um homem de 39 anos, conhecido pela prática de atividade comercial não autorizada no Aeroporto Humberto Delgado, por ter injuriado os polícias e procurado resistir aquando da sua detenção.

De acordo com um comunicado emitido pela força de segurança anteriormente mencionada, "o suspeito quando abordado, permanecia no interior da aerogare sem apresentar uma razão legítima para ali estar, sendo informado que deveria deslocar-se para o seu domicílio de modo a cumprir o dever geral de recolhimento domiciliário que impende sobre todos" e, recusando o cumprimento das ordens, foi informado que iria ser autuado. Nesse momento, injuriou os polícias. É de referir que, depois de lhe ter sido dada voz de detenção, procurou continuadamente resistir.

É de realçar que o homem já havia sido autuado pela mesma razão no dia 3 de fevereiro, persistindo neste comportamento. Assim, foi constituído arguido, prestou termo de identidade e residência e foi conduzido a tribunal para efeitos de primeiro interrogatório, sendo-lhe agendada audiência de julgamento para dia 24 de fevereiro.

A PSP recordou que nos termos da legislação em vigor, a deslocação de e para os aeroportos deverá cingir-se aos passageiros.