Sociedade

DGS altera critérios de testagem: Testes para todos os contactos, testes rápidos no SNS e rastreios regulares em escolas

Orientações foram alteradas. 


A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou, esta quarta-feira, as orientações para a realização de testes laboratoriais à covid-19, de forma “a antecipar um desconfinamento controlado”.

Em comunicado, a DGS revela que decidiu “reforçar e alargar as indicações para a realização de testes laboratoriais”. O objetivo é “antecipar um desconfinamento controlado e otimizar a capacidade laboratorial do país”.

Assim, as mudanças passam por um alargamento da utilização de testes laboratoriais a todos os contactos (de alto e de baixo risco), pela disponibilização de testes rápidos de antigénio (TRAg) nas unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e implementação da realização de rastreios regulares com TRAg nas escolas e setores de atividades com elevada exposição social, como trabalhadores de fábricas e da construção civil.

De realçar que, esta quarta-feira, na Assembleia da República, a ministra da Saúde, Marta Temido, defendeu a "necessidade de utilizar massivamente testes" no combate à covid-19 e revelou que já tinha exortado a DGS "a rever as orientações técnicas, considerando para o efeito de realização de testes que devem ser considerados todos os contactos e não restringir a contacto de risco".

Os comentários estão desactivados.