Desporto

CA condena ameaças de morte a Luís Godinho

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol lançou um comunicado a condenar as ameaças de morte e a revelação de contactos pessoais dos árbitros na Internet.


Após a partida entre FC Porto e SC Braga, a contar para as meias-finais da Taça de Portugal, o árbitro Luís Godinho - que expulsou dois jogadores azuis e brancos em polémicos lances - foi ameaçado de morte durante a madrugada de quinta-feira. Em resposta, o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol lançou um comunicado, apelidando as ameaças de "extremamente graves”.

O CA fez ainda um apelo para que não fossem publicados os contactos pessoais dos árbitros nas redes sociais. “Também nas últimas horas, voltaram a ser disponibilizados nas redes sociais os contactos telefónicos de árbitros, o que constitui um incitamento à violência e um insuportável atentado à privacidade e serenidade dos agentes de arbitragem”, pode-se ler.

"O CA condena de forma veemente estas ameaças, que infelizmente não são uma novidade no futebol nacional, e deseja que as autoridades policiais sejam capazes de intervir e levar perante a justiça quem age desta forma vil”, conclui o comunicado, apelando aos clubes "a unir-se e repudiar, de forma inequívoca e firme, este tipo de ameaças".