Economia

CGD reúne com 4500 trabalhadores online

No encontro foram analisados os resultados da CGD referentes ao exercício de 2020, bem como a conclusão dos quatro anos do plano de reestruturação.

A Caixa Geral de Depósitos realizou, este sábado, o seu primeiro encontro de quadros totalmente digital, correspondendo à quinta edição, tendo registado a participação de cerca de 4500 trabalhadores do banco, tendo sido o maior de sempre.

Os trabalhos foram presididos pelo presidente do conselho de administração da CGD, Rui Vilar, tendo contado com a participação dos membros da comissão executiva, liderada por Paulo Moita de Macedo.
 
No encontro foram analisados os resultados da CGD referentes ao exercício de 2020 - o lucro caiu 36,5% para 492 milhões de euros e reconhece que esta queda se deve aos efeitos da pandemia, o que obrigou a instituição liderada por Paulo Macedo a constituir imparidades de 300 milhões de euros - bem como a conclusão dos quatro anos do plano de reestruturação.

"O encontro serviu ainda para apresentar as principais linhas de sustentabilidade, inovação e competitividade da instituição para o futuro próximo", referiu em comunicado.
 
A transmissão teve lugar a partir do LAB – laboratório de inovação da CGD, na sede da Instituição, em Lisboa. Diogo Infante deu ainda interpretação ao momento que estamos a viver em plena pandemia e confinamento.