Vida

Pai de Britney Spears já não controla totalmente finanças da cantora

Caso já se arrastava desde 2013, quando a cantora ficou sob a tutela do pai.

A longa batalha jurídica entre Britney Spears e o seu pai, Jaime Spears com vista à cantora recuperar o controlo da sua situação financeira e profissional – uma “guerra” que durava há 13 anos – chegou finalmente ao fim, com o progenitor a perder a tutela da estrela pop, de 39 anos.

Em 2007, depois do episódio em que a cantora rapou o cabelo no salão de cabeleireiro Esther’s Hair Studio, na Califórnia, um tribunal determinou que Spears não estava apta a tomar decisões sobre a sua vida pessoal, devido à sua fragilidade física e emocional, ficando assim sob a tutela do seu progenitor, que passou a controlar a fortuna da estrela pop, avaliada em 59 milhões de dólares (aproximadamente 50 milhões de euros). Com essa decisão, o pai da cantora passou a receber um “salário” de 130 mil dólares pagos pela fortuna da cantora.

O tribunal rejeitou os argumentos de Jamie Spears, e foi decidido que a gestão de bens de Britney seria gerida em parceria com a empresa de fundos fiduciários, Bessemer Trust, escolhida pela juíza Brenda Penny em novembro e que já exercia o co-controlo do património da estrela pop, e que agora irá assumir igual poder na tutela das suas finanças.

Esta é uma vitória para Spears, que no final do ano passado disse que deixaria de atuar caso um juiz não anulasse essa decisão, assim como para o movimento #FreeBritney, grupo de fãs da cantora que pretendiam ajudá-la a recuperar o controlo da sua vida e que muitas vezes marcaram presença à porta do tribunal quando ocorriam sessões relacionadas com a sua tutela.

No entanto, não é o fim da guerra. A cantora irá continuar esta luta judicial para, desta vez, retirar o seu pai do regime de tutela, que foi renovado até setembro deste ano, e negociar outras questões relacionadas com as finanças da cantora. A próxima audiência do caso será no dia 17 de março.

A decisão do tribunal coincide com a publicação do documentário Framing Britney Spears, lançado no dia 5 de fevereiro pelo New York Times e divulgado na plataforma Hulu, que analisou este controverso caso e a saúde mental da cantora de êxitos como Toxic ou Baby One More Time.