Sociedade

Menos 350 doentes internados com covid-19 em dia com menos de 100 mil casos ativos

Queda recorde nos internamentos em dia de subida nos óbitos e nos novos casos. Por outro lado, estão menos 32 infetados nos cuidados intensivos. O número de casos ativos ficou abaixo dos 100 mil.

Portugal registou nas últimas 24 horas, segundo o boletim da DGS divulgado esta terça-feira, 111 óbitos associados à covid-19 e 1.502 novos contágios, os números constituem assim uma subida face aos do dia anterior, quando se confirmaram 90 mortes e 1.303 casos. O país soma agora um total de 15.522 vítimas mortais da doença e 788.561 infeções.

Dos 1.502 novos casos, 610 foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. Segue-se o Norte com 406 novos contágios, o Centro com 300, o Algarve com 74 e o Alentejo com 65. Na Madeira há mais 46 infetados e nos Açores foi registado apenas um caso de infeção nas últimas 24 horas.

Quanto aos óbitos, 59 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 20 no Norte, 20 no Centro, dez no Alentejo e dois no Algarve. Nos arquipélagos não se registou qualquer morte associada à doença.

Já o número de internamentos registou hoje uma quebra recorde, depois se ter verificado uma subida no balanço da véspera. Há agora 4.482 doentes com covid-19 nos hospitais portugueses, menos 350 do que ontem. Destes, 752, menos 32, estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Nas últimas 24 horas, mais 8.865 pessoas foram dadas como recuperadas, atualizando o total para 677.719.

Atualmente existem 95.320 casos ativos, menos 7.474 do que ontem, e as autoridades de saúde têm sob vigilância 123.180 contactos.

Consulte o boletim na íntegra.