Vida

Cadela foi diagnosticada com cancro terminal e donos decidiram dar-lhe um fim de vida de aventura e festas

Bumble foi diagnosticada com um cancro terminal e os seus donos decidiram dar-lhe uma série de aventuras para desfrutar dos seus últimos meses de vida.

Foi-lhe diagnosticado em novembro de 2019 um cancro num rim. Bumble foi submetida a uma operação para remover o tumor, mas o cancro estaria já espalhado, deixando a cadela com uma esperança de vida de apenas meses.

A sua dona, Charlotte Mullarkey, de 24 anos, dedicou-se desde então a realizar uma série de aventuras, ideias e "dates" com Bumble, entre elas visitas à neve, festas de carnaval e até festas de aniversário.

Bumble foi deixada num abrigo, onde Charlotte trabalhava, e a britânica acabou por acolher a cadela, apenas um mês antes do diagnóstico. 

A quimioterapia não foi uma opção, e Charlotte decidiu gastar os últimos meses de vida da cadela a dar-lhe "mimos". Bumble foi ainda à praia, a um pub, e até a comer panquecas.

A cadela, a quem foram dados apenas meses para viver, excedeu até agora a previsão, tendo sobrevivido, desde o diagnóstico, mais de um ano.