Internacional

Elisabeth aprende a ser soldado antes de vir a ser a primeira Rainha dos Belgas

Após ter concluído o ensino secundário no Reino Unido, a princesa ingressou no curso de Ciências Sociais e Militares na Academia Militar Real da Bélgica, sendo a primeira mulher da realeza daquele país a ter formação militar.

Nascida em Anderlecht, a 25 de outubro de 2001, Elisabeth, Duquesa de Brabante, prepara-se para, se tudo correr como o previsto, ser a primeira rainha na História da Bélgica. Mas tal não é tarefa fácil.

Aos quatro anos, em 2005, a herdeira ao trono belga ingressou na escola pública de Saint-Jan Berchmans, em Bruxelas, onde aprendeu as três línguas oficiais da Bélgica: flamengo, francês e alemão. E aos 16 anos, em 2018, rumou até ao País de Gales para estudar no UWC Atlantic College – a mesma instituição que irá acolher a princesa Leonor de Espanha no próximo ano letivo. 

Após ter concluído o ensino secundário no Reino Unido, a princesa seguiu os passos do pai, rei Philippe, e está desde setembro a frequentar o curso de Ciências Sociais e Militares na Academia Militar Real da Bélgica, sendo a primeira mulher da realeza daquele país a ter formação militar. Na Academia, terá aulas de ciências sociais, comunicação, relações internacionais, geopolítica, gestão e liderança, além de adquirir conhecimentos sobre as Forças Armadas. 

Elisabeth será a primeira rainha dos Belgas, após a extinção da lei sálica no país (que concede a primazia na sucessão aos filhos do sexo masculino), em 1991. A Duquesa de Brabante tem ainda três irmãos mais novos: os príncipes Gabriel, de 16 anos, e Emmanuel, de 14, e a princesa Eléonore, de 12.