Internacional

UE assegura mais 500 milhões de doses da vacina contra a covid-19

A União Europeia comprou mais 200 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech e 300 milhões da Moderna. 

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram, esta quarta-feira, ter chegado a um novo com a União Europeia (UE) para a venda de mais 200 milhões de doses da sua vacina contra a covid-19. No mesmo dia, a Comissão Europeia aprovou um novo contrato com a farmacêutica Moderna que prevê uma compra adicional de 300 milhões de doses.

Segundo a Associated Press, às 200 milhões de doses da vacina da Pfizer, juntam-se os "300 milhões [de vacinas] inicialmente encomendadas" por Bruxelas. Segundo os termos do acordo, a UE tem ainda a possibilidade de encomendar mais 100 milhões de doses. 

As vacinas serão entregues ainda este ano de 2021, sendo que 75 milhões delas chegarão já no segundo trimestre.

Em relação à vacina da Moderna, o contrato prevê uma compra adicional de 300 milhões de doses, sendo que 150 milhões serão entregues em 2021 e outras 150 milhões em 2022. No total, com este novo acordo a UE irá receber 460 milhões de doses.

Estas doses irão ajudar a UE a atingir "o principal objetivo: assegurar que todos os europeus tenham acesso a vacinas seguras e eficazes o mais rapidamente possível", afirmou a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen.

As vacinas da Pfizer e da Moderna foram as primeiras a ser aprovadas pela UE, a 21 de dezembro de 2020 e 6 de janeiro de 2021, respetivamente.