Sociedade

PJ encontra cadáver de jovem desaparecido desde outubro num poço em Palmela

Adolescente de 15 anos terá sido assassinado. Foi uma denúncia que levou inspetores à decoberta do corpo.

A Polícia Judiciária de Setúbal descobriu, esta quarta-feira, num poço em Palmela o corpo de um jovem de 15 anos, que estava desaparecido desde outubro de uma instituição para jovens.

Lucas Miranda, de 15 anos, estava enrolado num lençol branco dentro de um poço e, de acordo com a denúncia que acabou por levar os inspetores a encontrar o cadáver, o jovem terá sido assassinado, escreve o Jornal de Notícias.

O estado de decomposição do corpo não permitiu uma identificação clara da vítima, pelo que a confirmação oficial de que se trata de Lucas Miranda só será feita após aautópsia, que também revelará a causa da morte.

Sublinhe-se que o jovem desapareceu em outubro passado do centro jovem Tabor, em Palmela, onde tinha sido recentemente institucionalizado.

Antes, Lucas Miranda vivia com a mãe adotiva, mas com com o confinamento obrigatório em março de 2020 tornou-se violento devido a uma doença psiquiátrica diagnosticada, pelo que foi entregue pela mãe, que seria alvo constante e agressões do filho adotivo, à insituição.

Em outubro, a mulher foi alvo de um assalto em casa e dois suspeitos foram então detidos, tendo um terceiro conseguido fugir. Foi exatamente por essa altura que o jovem desapareceu da insituição.

Segundo o Jornal de Notícias, a denúncia que levou à descoberta do corpo foi feita, no início desta semana, à Polícia Judiciária pelo pai de uma criança que lhe relatou o crime.

O caso continua sob investigação e até esta quinta-feira de manhã, não foram dadas a conhecer quaisquer detenções.