Sociedade

Ginásio em que clientes fugiram à PSP por alçapão goza com situação no Facebook

"Fuga à PSP pelos telhados" é o nome da nova aula fictícia que o Iron Fitness Center apresentou, esta quinta-feira, no seu Facebook. 

"Fuga à PSP pelos telhados" é o nome da nova aula fictícia que o Iron Fitness Center apresentou, esta quinta-feira, no seu Facebook. É de sublinhar que este é o ginásio, na vila do Forte da Casa, em Vila Franca de Xira, que foi encerrado na passada terça-feira por se encontrar em funcionamento com oito clientes no seu interior.

A seu lado, a proprietária divulgou, na sua conta pessoal "Os nossos clientes são ninjas. E não apanharam os outros 100 que estavam muito bem escondidos", aludindo, igualmente, à aula "Ninjutsu The Dark Arts" apresentada juntamente com aquela que fora veiculada com o intuito de ridicularizar a ação da força de segurança anteriormente referida tal como a do atual panorama epidemiológico português.

Em comunicado, a PSP explica que numa das entradas do ginásio, a força de segurança conseguiu intercetar um cliente, bem como a proprietária do espaço. "Após diálogo estabelecido com a proprietária”, foi efetuada uma vistoria no interior do ginásio, "tendo sido possível intercetar os restantes clientes”. Clientes estes que, quando se aperceberam da presença da polícia, "tentaram dissimular a sua presença, através de um alçapão que dava acesso ao telhado do edifício".

Na ação foram levantados nove autos de contraordenação, correspondentes a onze infrações.

A PSP frisa que o ginásio se encontrava "em claro incumprimento às medidas decorrentes da declaração do estado de emergência em vigor, nomeadamente, por se encontrarem em violação do encerramento de atividade do estabelecimento, dever geral de recolhimento obrigatório e uso de máscara". 

Portugal registou, nas últimas 24 horas, 1.944 novos casos de covid-19 e 105 vítimas mortais associadas à doença. De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde desta quinta-feira, o país soma agora um total acumulado de 792.829 contágios e 15.754 óbitos