Sociedade

Suspeito de violência doméstica recusava dar dinheiro à mulher e obrigava-a a recorrer a ajuda social para sobreviver

Vítima tem 61 anos.

Um homem, de 64 anos, foi detido pela GNR, esta quarta-feira, por violência doméstica, no concelho de Vila Nova de Gaia.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares apuraram que o suspeito, habitual consumidor de bebidas alcoólicas, durante vários anos, humilhou, injuriou e ameaçou de morte de forma reiterada a vítima, a sua esposa de 61 anos, com quem vivia.

“O agressor colocava a vítima em perigo de vida quando danificava bens na residência e recorria à violência psicológica, negando-lhe dinheiro para a sua subsistência, obrigando-a a recorrer à ajuda social para sobreviver”, revela a GNR em comunicado, esta sexta-feira.

No seguimento das diligências policiais, foi realizada uma busca domiciliária, onde foi possível apreender um machado que era usado para perpetrar as ameaças de morte à vítima.

Perante o escalar da gravidade dos factos o agressor foi detido.

O detido, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, foi presente ontem, dia 18 de fevereiro, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva, sendo conduzido ao Estabelecimento Prisional do Porto.