Politica

André Ventura: "Portugal passou de milagre a péssimo caso"

"Portugal passou do milagre que os socialistas apontavam para ser um péssimo caso", disse André Ventura, sobre a situação pandémica no país.

O líder demissionário do partido Chega, André Ventura, afirmou, esta segunda-feira, que "Portugal passou do milagre que os socialistas apontavam para ser um péssimo caso", em relação à pandemia de covid-19.

"Assistimos hoje a uma situação caricata. No próximo dia 8 de março, o Reino Unido, que era apresentado como um mau caso, vai começar a desconfinar. Saímos hoje da reunião do Infarmed com o sentido de que temos de manter o confinamento. Portugal passou do milagre que os socialistas apontavam para ser um péssimo caso", disse André Ventura, em declarações aos jornalistas, após a reunião entre peritos e o Governo sobre a situação epidemiológica.

"Portugal vai continuar confinado, pelo menos, até final de março e, provavelmente, em abril, vai haver um desconfinamento muito faseado e graduado. Ambiente político que se viu foi o que vamos manter tudo como está", afirmou.

Para André Ventura, o "Governo anda a ziguezaguear e o Presidente da República hesitante no que deve fazer e ninguém quer assumir responsabilidades e o país continua completamente parado".