Tecnologia

NASA partilha primeiros momentos do robô Perseverance em Marte

Nas imagens podemos verificar que a aterragem decorreu sem quaisquer problemas, sem vestígios de fumo ou de ruturas, como os especialistas já tinham mencionado.


A NASA já partilhou o vídeo que mostra a aterragem do Rover Perseverance, um robô não tripulado, em Marte pelas 20h56 de Lisboa da passada quinta-feira, 18 de fevereiro.

Nas imagens podemos verificar que a aterragem decorreu sem quaisquer problemas, sem vestígios de fumo ou de ruturas, como os especialistas já tinham mencionado. Além disso, o Perseverance está “saudável” e a funcionar bem depois de chegar e de estar já há quatro dias no planeta vermelho.

"É a primeira vez que captamos imagens de um evento como este [...] são mesmo vídeos fantásticos e vimo-los várias vezes este fim de semana", disse Michael Watkins, diretor do NASA JPL, um dos cientistas da NASA envolvidos na engenharia do rover Perseverance, esta segunda-feira, na conferência online. 

A missão do robô Perseverance é recolher o máximo de amostras do solo e de outros elementos de Marte. Os dados só irão chegar à Terra no inicio da próxima década, ou seja, o Rover deverá ficar pelo menos dez anos neste planeta inabitado.

O administrador da NASA, Thomas Zurbuchen, admite que esta conquista possibilita estar em Marte sem colocar humanos no espaço e que o vídeo devia ser mostrado obrigatoriamente nas escolas. "Queremos que todos na Terra consigam sentir e ver o que significa aterrar em Marte".

A NASA está a coordenar as operações do robô a partir Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em La Cañada Flintridge, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Foram precisos mais de dez minutos para que o sinal proveniente de Marte chegasse à Terra, ou seja, quando a equipa da NASA recebeu a informação sobre a aterragem do Perseverance, o Rover já estaria há vários minutos no solo vermelho. O primeiro lugar que pisou foi a cratera de Jezero.

A viagem de ida do robô seguiu uma lista com mais de 35 requisitos indispensáveis para que a aterragem ocorresse na perfeição, sempre monitorizada. Perseverence entrou na atmosfera de Marte às 20h48 de Lisboa e era o ponto sete da lista. O vídeo que a NASA partilhou nas redes sociais mostra os "7 minutos de terror", momento crítico da missão, que marca a entrada na atmosfera até ao pousar no solo marciano. Este é o momento em que os cientistas sabem que tudo pode acontecer, como falhar e perder a oportunidade de "estacionar" e retirar informações sobre este planeta.