Vida

Courtney Love diz que deixou de ser atriz devido a "alguns incidentes dignos de #MeToo"

"Ninguém acreditaria em mim"


Courtney Love disse, numa publicação partilhada nas redes sociais, que alguns “incidentes dignos de #MeToo” a levaram a deixar a sua carreira como atriz.

A vocalista da banda Hole recordou o seu percurso no cinema, nomeadamente o Globo de Ouro que recebeu pelo seu papel em ‘Larry Flynt’. Contudo, apesar desses tempos “divertidos”, Courtney Love foi incapaz de continuar no mundo cinematográfico.

"Ninguém acreditaria em mim, e [as situações] não paravam, por isso fui-me embora", disse. "Estou bem com isso. Talvez na minha próxima vida seja mais forte e capaz de o suportar. Tiro o chapéu àqueles que conseguem”, rematou.

Recorde-se que o #MeToo é um movimento contra o assédio e abuso sexual, que ganhou força em 2017, quando a atriz Alyssa Milano publicou no Twitter um pedido para que todas as pessoas que já tinham sofrido de assédio sexual usassem a hashtag #MeToo. O termo levou a que fosse quebrado o silêncio sobre vários casos em Hollywood, mas também um pouco por todo o mundo.