Sociedade

GNR acaba com festa ilegal com mais de 70 pessoas num bairro em Campo Maior

GNR não avançou dados em relação ao número de pessoas identificadas. 

A GNR acabou com uma festa ilegal com mais de 70 pessoas num bairro em Campo Maior, Portalegre, esta segunda-feira.

De acordo com o comandante do Destacamento Territorial de Elvas da GNR, João Lourenço, citado pela agência Lusa, os militares deslocaram-se ao local após “várias denúncias”, que davam conta de “algum ruído” num bairro daquela vila.

"A patrulha, ao deslocar-se ao local, verificou que havia um grande aglomerado de pessoas, movimento na via pública. Tratava-se de uma festa, um evento não autorizado e que os participantes não respeitavam o dever de recolhimento domiciliário", disse o comandante.

Segundo a mesma fonte, foram de imediato solicitados reforços a outros postos daquela zona e "uma hora depois" a situação estava resolvida. Contudo, numa fase inicial, a ação contou com "alguma resistência" por parte dos participantes na festa. Ainda assim, acabaram por ser "acatadas as indicações" dos militares.

"Houve algumas pessoas identificadas, que são conhecidas e que foi possível identificar. Nesta nossa ação o intuito, considerando que era um elevado número de pessoas, foi dispersar e encaminhar todas as pessoas para os seus domicílios, mas naturalmente foram identificadas algumas das pessoas", acrescentou, explicando que está a ser "elaborado expediente relativamente às contraordenações" a aplicar.