Sociedade

PSP diz que jovem que confessou alegada violação nas redes sociais pode ter fantasiado

Instituição que acolhe o jovem alega que se tratou de uma “brincadeira de mau gosto”. 


Recentemente, um vídeo em que um jovem assume ter violado uma mulher gerou indignação nas redes sociais. As declarações foram feitas durante um direto na rede social Instagram, entre risadas, deixando todos os que assistiam incrédulos. O caso já foi denunciado ao Ministério Público, contudo, fonte da PSP admite que as declarações podem não ser verdade.

“Assim que tivemos conhecimento desse vídeo no Instagram fomos ver quem era o indivíduo. Foi identificado, foi apreendido o telemóvel, o processo foi remetido para tribunal e o Ministério Público decidirá, mas tudo leva a crer que é falso”, disse o comandante da PSP de Viseu, Vítor Rodrigues, citado pela agência Lusa.

“O indivíduo está institucionalizado e a própria diretora do lar que acolhe o rapaz diz que ele às vezes tem alguma imaginação e não tem muita noção dos seus atos”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com o jornal regional da região de Viseu Jornal do Centro, as avaliações ao jovem, de 19 anos, indicam que este é um indivíduo "fantasioso". A instituição alega que se tratou de uma “brincadeira de mau gosto”, uma vez que, depois de confrontado, o jovem, que é acompanhado por uma psiquiatra, disse que era tudo “mentira”.

Recorde-se que no vídeo em questão, o jovem revela que violou uma mulher, que teve de ser socorrida pelo INEM, depois de ser questionado sobre a coisa “mais bizarra” que já tinha feito durante um ato sexual. O rapaz recusa-se inicialmente a partilhar o sucedido, mas um amigo, que está ao seu lado, começa por fazer a revelação.

“Já sei o que foi, violar uma gaja e ir lá o INEM”, diz o amigo.

O alegado agressor confirma e identifica mesmo a alegada vítima. “Deixei-a lá e o INEM foi lá buscá-la”, reforçou. 

Chocados, os promotores do direto, que fizeram a pergunta, questionam ainda se o jovem sabe o que significa violar alguém. “Foi só uma vez”, responde.

De realçar que várias pessoas que assistiam ao direto condenaram de imediato o ato.