Sociedade

Pais acreditam que bebé de cinco meses sofreu queimaduras graves nas costas na creche

O incidente aconteceu na creche de Misericórdia de Vila Velha de Ródão. O pai da menina, Gabriel Lopes, diz ter “a certeza absoluta" que deixou a menina de perfeita saúde na creche e a família considera que o incidente aconteceu “de propósito".


No passado dia 9 de fevereiro, a bebé de cinco meses, Isabela, sofreu queimaduras de primeiro e segundo grau nas costas, um incidente que aconteceu na creche da Misericórdia de Vila Velha de Ródão, afirmam os pais da bebé à Sic Notícias.

A menina foi assistida logo na instituição, tendo sido levada parra o Hospital de Castelo Branco. De momento, está a recuperar na Unidade Hospitalar de Coimbra.

A mãe de Isabela, Gerciliane Lopes, e funcionária do lar da mesma instituição admite que "pensa que foi algo que não foi de propósito" e que poderá ter acontecido no decorrer de um banho.

Gerciliane Lopes ainda disse que a família considera que o incidente aconteceu “de propósito” e "que quando ela [funcionária] percebeu, já era tarde". "Mas o facto é que ela está a esconder o que houve e está a querer culpar-nos”, confessou ao canal.

Já o pai da menina, Gabriel Lopes, assegurou ter “a certeza absoluta" que deixou a menina de perfeita saúde na creche e que, "se houver qualquer imagem de câmara", será possível ver o bom estado de saúde da menina e que esta "chegou bem" à instituição.

"Uma queimadura da forma que estava ela deve ter chorado muito, muito, muito [...] A minha esposa disse que, quando chegou, a nossa bebé estava a dormir e com os olhos inchados de tanto chorar", salientou à Sic Notícias.

Segundo o que contou ao canal, Gerciliane foi avisada apenas "duas horas e meia depois" de a menina ter sido deixada na creche. A Misericórdia de Vila Velha de Ródão afirmou "não ter dados" para confimar que a bebé foi queimada naquele local, mas já abriu um processo interno para investigar o incidente.