Desporto

Situação clínica de Alfredo Quintana é "muito grave". Federação cubana pede desculpas após anunciar morte

Esta quarta-feira à noite, a Federação Cubana de Andebol, através da SportHD News, anunciou o falecimento do guarda-redes luso-cubano, de 32 anos, uma informação que não foi confirmada em Portugal e que mereceu críticas. 


A situação clínica de Alfredo Quintana, que na segunda-feira sofreu uma paragem cardiorrespiratória, é "muito grave" e com "prognóstico muito reservado", revelou fonte hospitalar à agência Lusa, esta quinta-feira. 

Recorde-se que o guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção nacional sofreu uma paragem cardiorrespiratória no treino da passada segunda-feira e desde então que se encontra internado, em coma induzido, nos Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto.

Esta quarta-feira à noite, a Federação Cubana de Andebol, através da SportHD News, anunciou o falecimento do guarda-redes luso-cubano, de 32 anos, uma informação que não foi confirmada em Portugal e que mereceu críticas por parte da Federação Portuguesa de Andebol.

“Amigos, não está nada confirmado. Podemos respeitar a família de Alfredo, por favor?”, escreveram.

Pouco depois, a SportHD News deixou uma mensagem no Twitter em que apresenta um pedido de desculpas pelo sucedido.