Sociedade

Novo coronavírus chegou a Portugal no final de janeiro de 2020

"Estima-se que um contágio ocorrido na região da Lombardia por volta do dia 21 de fevereiro tenha originado cerca de 4 mil casos de covid-19 em Portugal", concluiu um estudo do INSA.

Afinal, o novo coronavírus chegou a Portugal no final do mês de janeiro do ano passado, apesar de o primeiro caso ter sido confirmado apenas a 2 de março. Segundo um estudo do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), realizado com o objetivo de proceder à caracterização detalhada da origem da pandemia em Portugal, "apesar dos primeiros casos de covid-19 notificados reportarem a 2 de março de 2020, terão existido potenciais introduções ainda no final de janeiro" e "a grande maioria terá ocorrido a partir da última semana de fevereiro".

O estudo concluiu ainda que, até 31 de março, pelo menos 277 pessoas infetadas com SARS-CoV-2, de 36 países diferentes, terão entrado em Portugal. A maior parte das pessoas infetadas vieram do Reino Unido, Espanha, França, Itália e Suíça, mas foram também "identificadas introduções de muitos outros países, tais como os Emirados Árabes Unidos, Argentina, Brasil, Grécia, Países Baixos, Andorra e Islândia".

O Reino Unido, o país que mais casos "trouxe" para Portugal, e a Itália, o país com mais peso na transmissão comunitária, foram os países com maior impacto no início da pandemia de covid-19 em Portugal.

"Estima-se que um contágio ocorrido na região da Lombardia por volta do dia 21 de fevereiro tenha originado cerca de 4 mil casos de covid-19 em Portugal (dispersos por 44 municípios de 11 distritos, quase exclusivamente na Região Norte e Centro) durante esta primeira fase da epidemia", refere o estudo.

Este estudo, realizado em colaboração com o Instituto Gulbenkian de Ciência e com a participação de mais de 60 laboratórios espalhados pelo país, analisou 1.275 amostras do vírus colhidas em Portugal até 31 de março, representando 15,5% dos casos confirmados nesse período.