Sociedade

Covid-19. Mais de metade das vítimas mortais ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo

O número de internados nos cuidados intensivos continua a descer há 20 dias sucessivos.


O boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado este domingo, registou 718 novos casos de covid-19 e 41 mortes associadas à doença nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, em março, o país soma no total 804.562 infetados e 16.317 mortes.

Tal como aconteceu no passado fim de semana, o número de infetados volta a descer para menos de 1 mil. Já o número de mortes subiu nas últimas 24 horas, mais 11 do que neste sábado.

No que diz respeito aos novos casos, a região de Lisboa e do Vale do Tejo confirmou 257 infeções, sendo a zona com mais casos detetados do país. De seguida, no Norte registou-se 229 novos casos, no Centro 97, no Alentejo 50 e no Algarve 32. Nas Regiões Autónomas, surgiram 35 novos contágios na Madeira e 18 nos Açores.

Em relação aos óbitos, mais de metade das mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo – 26 vitimas mortais. Já o Norte e Centro, registaram cinco óbitos, o Alentejo três e o Algarve dois.

O boletim da DGS deste domingo também apontou para uma descida no número de infetados nos cuidados intensivos, para um total de 484 doentes, menos oito nas últimas 24 horas.

Fazendo as contas, o número de internados nos cuidados intensivos continua a descer há 20 dias sucessivos.

Seguindo a mesma tendência, o número geral de internamentos também diminuiu em 15 pessoas, estando no total 2.165 pessoas internadas nas unidades hospitalares com covid-19.

Mais 1.664 pessoas recuperaram do vírus, elevando o total para 718.977.

Atualmente há 69.268 casos ativos (quase menos mil do que ontem) e as autoridades de saúde têm 45.414 (menos 3 076) contactos sob vigilância.

Consulte aqui o boletim na íntegra.