Sociedade

Casos continuam a baixar mas RT está a subir aos poucos

Diagnósticos continuam a diminuir em todo o país.

O número de novos casos de covid-19 voltou a baixar este fim de semana em todas as regiões do país, atingindo os números mais baixos em cinco meses. Foram diagnosticados no sábado 718 novos casos, o número mais baixo desde 28 de setembro. A incidência cumulativa a 14 dias está agora a nível nacional nos 182,7 casos por 100 mil habitantes e depois de no pico no final de janeiro terem passado os 1600 casos por 100 mil habitantes. Quando o país começou a desconfinar no ano passado a 4 de maio registava-se uma incidência cumulativa de 45,2 casos por 100 mil habitantes. Na altura testava-se menos, mas o vírus estava também menos disseminado, pelo que o aumento da mobilidade poderá ter consequências diferentes. O primeiro-ministro anunciou que a 11 de março será apresentado o plano de desconfinamento e os peritos que participam nas reuniões do Infarmed estão a trabalhar nas linhas vermelhas para aliviar e apertar medidas.

A região Norte é a que tem melhores indicadores, com uma incidência de 125 casos por 100 mil habitantes. Apesar de o RT continuar abaixo de 1, desde 12 de fevereiro tem vindo a subir ligeiramente, assinalam os relatórios do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge, “o que sugere um desacelerar da tendência de decrescimento da incidência”, assinala-se. Na região de Lisboa o RT chegou a baixar aos 0,63 a 12 de fevereiro e a 21 de fevereiro, o último cálculo disponibilizado pelo INSA, já estava de novo em 0,71. No Algarve está nos 0,73, mas a região regista a esta altura dez vezes menos casos por dia do que Lisboa, onde o risco é assim maior. Na última semana Lisboa teve ainda uma média diária de 470 novos casos e é a região ainda com mais doentes internados.