Internacional

Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção e tráfico de influências

O antigo presidente de França foi condenado a três anos de prisão, sendo um ano de prisão efetiva e os outros dois de pena suspensa.


Nicolas Sarkozy foi, esta segunda-feira, considerado culpado de corrupção ativa e tráfico de influências pelo Tribunal de Paris. O antigo presidente de França foi condenado a três anos de prisão, sendo um ano de prisão efetiva e os outros dois de pena suspensa, segundo avança a agência de notícias France-Presse (AFP). 

O caso remonta a 2014, quando o Ministério Público francês acusou o antigo chefe de Estado de ter oferecido ajuda a um juiz de Marselha para este conseguir um emprego no Mónaco, em troca de informações privilegiadas relativas a outra investigação que decorria sobre o financiamento da sua campanha.

O juiz Gilbert Azibert foi também condenado por corrupção passiva e delito de tráfico de influências e o advogado de Sarkozy, Thierry Herzog, foi considerado culpado de corrupção ativa a um magistrado e de tráfico de influências, sendo também condenado a três anos de prisão: um de pena efetiva e outros dois de pena suspensa.

Os comentários estão desactivados.