Vinagrete

Feminismo e prostituição

Mas afinal a prostituição nem é uma actividade exclusivamente feminina. Mas vá lá: reconheçamos que o é maioritariamente.


Parece haver um problema cadente com as manifestações feministas deste ano, marcadas para o Dia da Mulher – 8 de Março. Por causa da prostituição, ou do trabalho sexual: a prostituição mais clássica, as massagens eróticas, o striptease, o alterne, as linhas de telefone eróticas, a representação em filmes pornográficos e similares. ‘Trabalho sexual’ pretende ser uma forma politicamente mais correcta de tratar a prostituição, e de lhe dar mais dignidade.

Mas afinal a prostituição nem é uma actividade exclusivamente feminina. Mas vá lá: reconheçamos que o é maioritariamente. O problema vai ser o 8 de Março, que surgiu com actividades e problemas mais sérios (pelo menos, diferentes).

E Portugal nem é dos piores países nisto. Pelo menos não persegue as prostitutas, embora também as não legalize.