Opiniao

Não os deixam respirar: Fibrose quistica!

Se financiam o buraco do Novo Banco, e a trapalhada monumental da TAP é porque o dinheiro abunda, podendo então salvar 400 pessoas! Se fosse uma doença contagiosa, o medicamento já cá estava! 

Está a ser feito um apelo desesperado no Instagram, por alguém que está a dar cara, por 400 doentes que vivem com fibrose quistica em Portugal, e não foi porque pediu, foi porque o nosso país, continua a rejeitar que uma miúda com 24 anos tal como todos os outros pacientes, tenham acesso a um medicamento inovador no nosso país que prolonga e melhora o seu estado de vida chamado: Kaftrio/Trikafta! Este medicamento, tem a possibilidade de melhorar, aquilo que se chama um diagnóstico devastador, do que era antes uma vida insuportável! “Em 2019 surgiu o medicamento Kaftrio®, que consiste numa terapia tripla que tem resultados revolucionários para a maioria das pessoas com FQ. O Kaftrio® demonstrou melhorar significativamente o prognóstico da FQ, diminuindo as exacerbações pulmonares e o recurso a internamentos hospitalares, e melhorando a função respiratória e a qualidade de vida dos pacientes. Devido à sua eficácia, o Kaftrio® foi aprovado em tempo recorde pelas entidades competentes Food and Drug Administration e European Medicines Agency”. No entanto, ninguém quer saber! E não querem saber, porque a vida de 400 pessoas é demasiado cara! E isso não pode, nem deve ser permitido! Não, num país que pertence à União Europeia! Se financiam o buraco do Novo Banco, e a trapalhada monumental da TAP é porque o dinheiro abunda, podendo então salvar 400 pessoas! Se fosse uma doença contagiosa, o medicamento já cá estava! Eu preocupo-me, aliás, quase 100 mil pessoas estão preocupadas! E não vão ficar caladas a ver a Constança morrer!