Sociedade

Homem acusado de dez crimes sexuais com crianças e jovens através das redes sociais

As vítimas envolvidas têm idades compreendidas entre os 9 e os 16 anos. 


O Ministério Público (MP) de Braga acusou um homem de 10 crimes: um de abuso sexual, cinco de importunação sexual, três de pornografia de menores e um de coação sexual, que foram estabelecidos, através das redes sociais, ao contactar sete crianças e jovens entre os 9 e os 16 anos.

De acordo com o MP, o arguido, através de perfis criados no Facebook e Instagram, trocava mensagens com as crianças e os jovens do sexo masculino, “com o propósito de natureza sexual”, nas quais pediu que lhe enviassem fotografias e vídeos dos corpos nus das vítimas, e em alguns casos, que praticassem atos com conotação sexual, o que chegou a acontecer com três jovens.

Num dos casos, o arguido terá conseguido o contacto pessoal com o jovem, obrigando-o a manter consigo contacto sexual e caso não o fizesse, publicava online as fotografias intimas do jovem, que teria na sua posse.