Sociedade

É a primeira vez desde 15 de outubro que o número de internamentos está abaixo dos mil

Portugal tem agora 980 internados nas unidades hospitalares. Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a região do país com maior número de novos casos e mortes. 

O boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), deste sábado, dá conta de 564 novos casos de covid-19 e 19 mortes associadas à doença em Portugal.

Desde o início da pandemia, o país já contabilizou 16.669 óbitos e 813.716 infeções pelo vírus SARS-coV-2.

Segundo os dados revelados pela DGS, nas últimas 24 horas, o número geral de internados continua a decrescer, tendo agora 980 doentes covid-19 nas unidades hospitalares, menos 66 do que ontem. É a primeira vez desde 15 de outubro que o valor total de internamentos se encontra abaixo dos mil.

Dos 980 pacientes internados, 253 estão a receber tratamentos nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos 13 do que na sexta-feira. Este valor de internados nas UCI é equivalente ao que se registou no dia 27 de outubro.

Relativamente ao número de óbitos, em Lisboa e Vale do Tejo ocorreram 13 mortes, de seguida, no Norte 3, no Centro 2 e no Alentejo apenas uma. Não houve mortes a registar nas regiões do Algarve, Açores e da Madeira. 

Em relação à distribuição geográfica de novas infeções, o boletim da DGS dá conta de 208 novos casos em Lisboa e Vale do Tejo, seguindo-se pelo Norte com 132, Centro com 114, Alentejo com 26 e Algarve com quatro. Já Madeira e os Açores registaram 53 e 27 novos casos, respetivamente.

De realçar que 6.489 pessoas já recuperaram da doença, elevando o total de recuperados, desde o início da pandemia, para os 756.256.

Agora, existem 40.788 casos ativos, menos 5.944 do que ontem, e as autoridades de saúde tem sob vigilância 17.215, menos 823 pessoas em relação a sexta-feira.

Consulte aqui o boletim na íntegra