Politica

PAN. André Silva deixa cargo de porta-voz e de deputado

Porta-voz do PAN vai deixar cargo em junho no congresso previsto para os dias 5 e 6. 


O deputado André Silva não se recandidata ao cargo de porta-voz do PAN, no congresso do partido, previsto para os dias 5 e 6 de junho. E fez o anúncio por e-mail, dirigido aos militantes. Mais, o parlamentar deixará o cargo de deputado porque “as pessoas não se devem eternizar nos cargos”.

André Silva, citado pelo Público, explicou que é tempo de equilibrar a sua vida familiar e profissional. O Nascer do Sol, entretanto, já confirmou a decisão de André Silva, que sai do Parlamento ao fim de seis anos e sete anos de mandato no partido.

O deputado divulgou a carta que enviou aos militantes no Facebook. Na hora da despedida, André Silva explica que chegou a hora de mudar.

" Tendo sido pai há 5 meses, considero que devo apanhar o comboio da paternidade para materializar valores que considero essenciais nas esferas privada e pública. Além de pretender equilibrar a minha vida pessoal e familiar com a vida profissional, carrego a forte convicção de que numa democracia saudável as pessoas não devem eternizar-se nos cargos, devendo dar oportunidade a outras. Ou seja, como muitos sabem, defendo a limitação de todos os mandatos políticos, sejam eles partidários ou em órgãos de poder institucional", escreveu o deputado. Mais, explica que sairá do Parlamento para voltar à condição de militante de base: "Por toda a mudança que quero que tenha lugar na minha vida, resolvi também renunciar ao mandato de deputado à Assembleia da República, com efeito na data de realização do nosso Congresso no mês de Junho, cumprindo assim meia legislatura e fechando um ciclo pessoal e da vida do partido.
Regressarei à minha condição de filiado de base e continuarei a dar a este nosso colectivo partidário o contributo que estiver ao meu alcance e que entender ser desejável e relevante ao partido e à sociedade. A minha saída não abala a confiança que tenho no PAN enquanto colectivo partidário, nem deve abalar a vossa!".

O PAN já reagiu e também na rede social Facebook com muitos eleogios: "No PAN, a nossa vida e o nosso quotidiano contaram durante 7 anos com o nosso André Silva, um porta-voz digno, convicto, compassivo, emocional e emocionante, inspirador e determinado nas suas visões. Uma pessoa que soube, ao lado e a par do trabalho das pessoas filiadas e estruturas do partido, colocar na agenda política assuntos até então completamente ignorados pelos outros partidos".

A partir de junho, o PAN contará com Nelson Silva, que já tinha assumido o lugar de André Silva, aquando da sua licença de parentalidade.

(Notícia autalizada com a reação do PAN às 19h26).