Sociedade

Ministério Público vai investigar causas da morte de Alfredo Quintana

Alfredo Quintana morreu no dia 26 de fevereiro, aos 32 anos, após sofrer uma paragem cardiorrespiratória na segunda-feira anterior, durante um treino.


O Ministério Público determinou a abertura de um inquérito para averiguar as causas e as circunstâncias em que ocorreu a morte de Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção nacional.

"Como acontece perante qualquer comunicação de óbito cujas causas são desconhecidas, o Ministério Público determinou a instauração de um inquérito com vista à averiguação da causa da morte", disse fonte da Procuradoria-Geral da República à agência Lusa.

O inquérito corre nos termos no DIAP do Porto e no âmbito do mesmo "serão investigadas as circunstâncias que rodearam a morte".

Recorde-se que Alfredo Quintana morreu, no dia 26 de fevereiro, aos 32 anos, após sofrer uma paragem cardiorrespiratória na segunda-feira anterior, durante o treino da sua equipa, ao serviço dos quais conquistou seis campeonatos, uma Taça e duas supertaças.