Desporto

Tribunal Arbitral do Desporto dá razão ao Sporting no caso Palhinha

Árbitro admitiu que mostrou o cartão amarelo indevidamente.

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu razão ao Sporting no caso Palhinha e considera que o Conselho de Disciplina não deve punir o jogador, tendo o próprio árbitro admitido que mostrou o cartão amarelo indevidamente.

Recorde-se que o jogador do Sporting viu o quinto cartão amarelo numa partida contra o Boavista, no estádio do Bessa, e, na sequência, foi castigado com um jogo, falhando assim o encontro frente ao Benfica, na 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Os leões recorreram para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) do cartão amarelo, que levou ao castigo aplicado a João Palhinha, mas o clube foi informado que a punição era para manter, apesar de o árbitro ter "admitido, preto no branco, que o jogador tinha sido indevidamente punido com cartão amarelo".

O Sporting levou então o caso ao TAD, que defende que o Conselho de Disciplina não pode deixar de levar em consideração o reconhecimento do árbitro, caso contrário o jogador é punido com base num erro.