Internacional

Grupo de ex-alunos entrega cheque de 27 mil dólares para ajudar professor que vivia num carro

Jose Villarruel recebeu o cheque no dia em que comemorou 77 anos de idade. Já vivia há oito anos no seu carro. 

DR  

Um jovem, de 21 anos, e ex-aluno do professor mexicano Jose Villarruel, angariou 27 mil dólares para o docente, depois de saber que este viveu num carro durante os últimos anos.

Através de uma campanha que realizou na plataforma GoFundMe, o ex-aluno, Steven Nava, juntou uma comunidade de ex-colegas e entregou um cheque no dia em que o professor comemorava o seu 77º aniversário.

"Do fundo do meu coração, eu apenas tive que recorrer a todo o meu autocontrolo para não ficar sentimental e nervoso", disse o professor emocionado ao canal televisivo CNN.

Jose Villarruel vivia há oito anos no seu carro, enquanto trabalhava como professor substituto numa escola secundária de Fontana, no estado da Califórnia, em Los Angeles. Tomou esta decisão para conseguir enviar a maior parte do seu salário para a sua família no México.

Agora, com o aparecimento da pandemia, o professor deixou de lecionar e recorreu ao apoio do fundo de reforma para conseguir sobreviver.

Steven Nava não fazia ideia de que o seu ex-professor substituto vivia naquelas condições e um dia, a caminho do trabalho, reparou num homem no parque de estacionamento de um centro de idosos a remexer no porta-bagagens do “carro-casa”.

O jovem ficou com esta imagem gravada na sua memória e, mais tarde, conseguiu associar a sua nova memória a um rosto do passado. "Durante o dia, fiquei a pensar, 'Espera, espera, espera, acho que este é o meu professor substituto'", disse Nava, ao perceber que era Jose Villarruel.

Quando o ex-aluno se apercebeu de que o seu ex-professor estava a viver sem condições, insistiu em entregar todo o dinheiro que tinha com ele no momento, cerca de 300 dólares.

No próprio dia, Steven Nava criou a campanha no GoFundMe e em apenas algumas horas conseguiu angariar 5 mil dólares. No dia seguinte, o jovem publicou um vídeo na rede social TikTok, que teve 1,7 milhões de visualizações, aumentando assim a quantia do cheque para os 27 mil dólares.  

A polícia do condado de Fontana soube do caso do professor e conseguiu arranjar alojamento durante um mês para Villarruel num hotel até que seja encontrada uma solução definitiva.