Economia

Sonaecom. Lucro sobe 15% para 60,1 milhões em 2020

Conselho de administração aprovou a proposta de distribuição de um dividendo ilíquido de 9,7 cêntimos por ação.

Os lucros da Sonaecom subiram 15,3%, para 60,1 milhões de euros em 2020. No ano anterior, o resultado tinha sido de 52,2 milhões.

O volume de negócios consolidado foi de 129,1 milhões de euros, menos 2,5% face aos 132,4 milhões de 2019.

Já os custos operacionais ascenderam a 136,1 milhões, 6% abaixo do valor registado um ano antes.

A empresa refere que na NOS os impactos operacionais da pandemia nas receitas de 2020 foram sentidos principalmente na área do cinema, no "roaming" e chamadas internacionais, nos canais de desporto premium, nos dados móveis e na venda de equipamentos. Mas a operadora registou entre outubro e dezembro o melhor trimestre do ano, com as receitas de telecomunicações a regressarem ao crescimento.

Em relação aos media esclarece que "a atividade do Público foi impactada ao nível das receitas de publicidade e venda de jornais".

A Sonaecom refere ainda que o seu conselho de administração aprovou a proposta de distribuição de um dividendo ilíquido de 9,7 cêntimos por ação. Um valor que está agora sujeito a aprovação na assembleia-geral de acionistas.