Internacional

Certificado de vacinação covid-19 não será obrigatório para viajar, assegura Bruxelas

‘Livre-trânsito’ para comprovar a vacinação, testagem ou recuperação da covid-19, está disponível em formato digital e/ou papel, será bilingue e terá código QR.

A presidente da Comissão Europeia garantiu, em conferência de imprensa esta quarta-feira, que o certificado de vacinação, aprovado na reunião de hoje do colégio de comissários, não será obrigatório para viajar.

"É importante destacar que as pessoas sem esse passaporte deverão continuar a poder viajar", disse Ursula von der Leyen.

A proposta do certificado visa uma abordagem comum ao nível da União Europeia (UE) relativa à "emissão, verificação e aceitação de certificados para facilitar a livre circulação", lê-se no comunicado da Comissão Europeia, divulgado esta quarta-feira.

Bruxelas garante que está assegurado o "estrito respeito pela não discriminação e pelos direitos fundamentais dos cidadãos".

E explica ainda que o certificado funcionará de forma semelhante a um cartão de embarque para viagens e que estará disponível em formato digital e/ou papel,

Segundo a proposta do executivo comunitário o certificado terá um código QR para ser facilmente lido por dispositivos eletrónicos e será disponibilizado gratuitamente na língua nacional do cidadão e em inglês.