Internacional

Idosa não comparece para ser vacinada e polícia descobre que marido escondia cadáver há mais de uma década

Mulher foi chamada para receber vacina contra a covid-19 na Escócia, mas faltou. 


As autoridades descobriram que um homem escondia o cadáver da mulher há mais de uma década, na Escócia, depois de a idosa não comparecer ao ser chamada para receber a vacina contra a covid-19.

Segundo o Daily Report, Christina Malley, de 80 anos, era esperada num centro de saúde em Aberdeen para ser vacinada contra a covid-19, numa altura em que os idosos têm sido prioritários no processo de vacinação um pouco por todo o mundo. Contudo, a mulher não apareceu e um grupo de enfermeiras dirigiu-se à residência do casal.

O homem alegou que a mulher tinha viajado, no entanto, a desculpa não convenceu as profissionais de saúde que, junto de alguns vizinhos, souberam que a idosa não era vista há vários anos.

A polícia foi chamada ao local e o cadáver de Chistina foi encontrado dentro da habitação. O marido, Daniel Malley, de 78 anos, é o principal suspeito de ocultar o cadáver da mulher, que já teria morrido há, pelo menos, 12 anos, segundo testemunhas.

Já fonte próxima do processo adiantou ao The Sun que o homem disse às autoridades que a mulher tinha morrido de causas naturais há alguns anos.

A polícia abriu uma investigação ao caso para averiguar as circunstâncias da morte e o motivo que levou à ocultação do cadáver.