Internacional

Paris e mais 15 regiões francesas vão entrar em confinamento total esta sexta-feira

O confinamento total deverá durar pelo menos quatro semanas.


O Governo francês vai confinar 16 regiões do país, incluindo a capital Paris, a partir de sexta-feira. Apesar do fecho total, as creches e escolas vão continuar abertas, anunciou, esta quinta-feira, o primeiro-ministro, Jean Castex.

"O confinamento ao fim de semana já aplicado na região dos Alpes Marítimos e Pas-de-Calais em vigor há algumas semanas teve um efeito real, mas é insuficiente para travar a dinâmica da epidemia, que se acelera", explicou Jean Castex numa conferência de imprensa.

O confinamento total deverá durar pelo menos quatro semanas. Este será o tempo necessário para controlar a evolução da pandemia nos hospitais, que estão a ficar sobrelotados.

Para os franceses dessas regiões, o comércio não essencial vai encerrar e apenas será possível sair de casa com uma justificação. As viagens a outras regiões também estão proibidas.

Já as creches e as escolas até ao ensino básico vão continuar abertas, enquanto os liceus e as universidades permanecem em ensino à distância.

França tem em vigor o recolher obrigatório no país, mas irá sofrer uma ligeira alteração: passará das 18h00 para as 19h00 até às 06h00.

Em relação ao trabalho, o primeiro-ministro explicou que os trabalhadores devem estar em regime de teletrabalho durante quatro dias da semana.