Vida

"Eu sei como te sentes": Príncipe Harry escreve prefácio de livro para crianças que perderam alguém na pandemia

"Quando eu era criança, perdi a minha mãe. Na altura eu não queria acreditar ou aceitar, e deixou um enorme buraco dentro de mim. Eu sei como te sentes, e quero garantir que com o tempo esse buraco será preenchido com tanto amor e apoio. Todos nós lidamos com a perda de uma maneira diferente", escreveu.

O príncipe Harry foi o escolhido para escrever o prefácio de um livro dedicado a todas as crianças cujo pais, ou algum ente querido, eram profissionais de saúde e morreram devido à pandemia de covid-19. O príncipe, de 36 anos, falou sobre a trágica morte da mãe, a Princesa Diana, num acidente de carro, em 1997, quando ele tinha apenas 12 anos. O livro, intitulado Hospital by the Hill, foi escrito por Chris Connaughton e será publicado no próximo dia 23 de março.

"Se estás a ler este livro, é porque perdeste um dos teus pais ou um ente querido, e embora eu gostasse de te poder abraçar agora, espero que esta história seja capaz de te proporcionar conforto em saberes que não estás sozinho", começa Harry.

"Quando eu era criança, perdi a minha mãe. Na altura eu não queria acreditar ou aceitar, e deixou um enorme buraco dentro de mim. Eu sei como te sentes, e quero garantir que com o tempo esse buraco será preenchido com tanto amor e apoio. Todos nós lidamos com a perda de uma maneira diferente", acrescenta.

"Eu nunca a conheci, mas sei que essa pessoa era especial para ti, e era alguém incrivelmente gentil, carinhoso e amoroso por causa de onde escolheu trabalhar. Ajudar os outros é um dos trabalhos mais importantes que qualquer um pode fazer", acredita.

"Podes sentir-te sozinho, podes sentir-te triste, podes sentir raiva, podes sentir-te mal. Esse sentimento vai passar. E vou fazer-te uma promessa: tu irás sentir-te melhor e mais forte quando estiveres pronto para falar sobre como isso te faz sentir. Espero que este livro te ajude a lembrar de quão especial era o teu pai ou ente querido. E como tu também és especial", termina.