Sociedade

Agredia reiteradamente mulher com quem estava há 40 anos e adulterava-lhe medicamentos

Nos últimos dias, homem tinha verbalizado, inclusive junto da vizinhança, que iria pôr termo à vida da vítima. 

Um homem, de 63 anos, foi detido por violência doméstica, no passado dia 18 de março, no concelho de Ansião.

“Na sequência de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito infligiu reiteradamente maus-tratos psicológicos, verbais e físicos à vítima, sua esposa de 56 anos, durante os 40 anos da relação, agravando-se nos últimos cinco anos”, revela a força de segurança em comunicado, esta segunda-feira.

O agressor, desempregado e dependente economicamente, “aterrorizava a vítima cortando-lhe os cabos da televisão, queimando-lhe o calçado, furando os pneus da mota em que se fazia transportar para o seu local de trabalho, e adulterando-lhe os medicamentos (cápsulas) com a administração de químicos, sendo que nos últimos dias o mesmo havia verbalizado inclusive junto da vizinhança que iria pôr termo à vida da vítima”.

O detido foi presente, no dia 20 de março, ao Tribunal Judicial de Leiria, tendo ficado sujeito às medidas de coação de afastamento da residência da vítima, proibição de adquirir e usar armas, proibição de frequentar a freguesia onde reside a vítima e de a contactar por qualquer meio, sob controlo de pulseira eletrónica.