Economia

Altice recebe mais de 1400 candidaturas para pré-reformas e suspensões contratuais

De acordo com a operadora, o processo está agora em "fase de análise, decisão e comunicação internas."

Mais de 1400 trabalhadores da Altice Portugal candidataram-se à segunda fase do programa de rescisões e suspensões contratuais e pré-reformas, que terminou na sexta-feira.

De acordo com a operadora, o processo está agora em "fase de análise, decisão e comunicação internas."

As condições de pré-reforma e suspensão de contrato de trabalho do Programa Pessoa são iguais, ficando os trabalhadores aderentes com 80% do vencimento-base e diuturnidades, acrescidos de 40% de outras eventuais rubricas remuneratórias, como isenção de Horário de Trabalho e Complemento de Responsabilidade, Plano de Saúde e os benefícios de comunicações.

Quem aderir a estas modalidades, pode celebrar outro contrato de trabalho desde que o mesmo não seja estabelecido com uma entidade concorrente da Altice.

Segundo a empresa, as condições para as Rescisão por Mútuo Acordo são avaliadas caso a caso.

O administrador com o pelouro dos recursos humanos (CCO), João Zúquete da Silva, quando anunciou, no início deste mês, a abertura da segunda fase do Programa Pessoa, disse que seria dada prioridade a quem tivesse idade igual ou superior a 55 anos, ou seja, a quem tivesse condições para a pré-reforma.