Desporto

SC Braga mantém críticas a João Pinheiro

Os arsenalistas apontaram o dedo ao árbitro que apitou a partida contra o SL Benfica.

A 24.ª jornada da Primeira Liga ficou marcada pela vitória do SL Benfica, na Pedreira, por 2-0. O Sporting de Braga sentiu-se injustiçado pela arbitragem e partiu para as críticas a João Pinheiro, árbitro responsável na partida.

Esta terça-feira, foi através da newsletter semanal do clube que o emblema apontou o dedo ao árbitro. "Para o bem de todas as partes envolvidas, só vislumbramos uma de duas soluções: ou João Pinheiro faz uma séria reflexão e adota uma postura isenta nos jogos do Sp. Braga; ou então pede ao Conselho de Arbitragem que o dispense dos jogos que envolvam o nosso clube", começou por atacar o SC Braga, que realçou ainda que "toda a gente tem direito a um dia infeliz, desde o estratega mais esclarecido ao malabarista mais incompetente".

Ainda assim, garantem os arsenalistas, "João Pinheiro é um árbitro com potencial, mas são demasiadas as vezes em que é infeliz com o Sp. Braga (...)". "Será que o facto de João Pinheiro pertencer à AF Braga poderá, de algum modo, condicionar a forma como atua nos jogos do Sp. Braga? Aliás, este tipo de ‘caso’ não seria inédito em Portugal", crítica o emblema de Braga.

"Ao contrário do que acontece em demasiadas ocasiões com os ditos grandes, o Sp. Braga não ambiciona atingir o estatuto em que seja mais fácil beneficiá-lo do que prejudicá-lo. Exigimos, apenas e só, igualdade de tratamento. Exigimos que a classe arbitral olhe para todos os clubes sem distinguir a cor das camisolas, o número de adeptos ou o orçamento", concluiu o SC Braga.

A partida entre o SC Braga e o SL Benfica viu Fransérgio ser expulso aos 39 minutos, e ficou marcado por uma troca de insultos provenientes da bancada minhota, registados no relatório de João Pinheiro, entre eles "chulos", "filhos da p…", "vão roubar pró car", e "sois uns vendidos".