Politica

"Risco efetivo de transmissão está a aumentar", alerta Costa

Primeiro-ministro pede "cautelas".

O primeiro-ministro, António Costa, alertou, esta terça-feira, que, apesar da descida de casos, o risco de transmissão da covid-19 está a aumentar e pediu “cautelas”.

“A situação epidemiológica em Portugal mantém-se estável com redução do número de casos de covid-19. No entanto, o risco efetivo de transmissão está a aumentar. Não obstante o desconfinamento em curso, é muito importante manter todas as cautelas e aplicar as medidas de prevenção”, escreveu Costa no Twitter, depois da reunião entre políticos e especialistas no Infarmed.

O primeiro-ministro falou ainda sobre “o plano de vacinação” e sublinhou a meta de no fim de semana ter 80% das pessoas com mais de 80 anos inoculadas, objetivo destacado pelo coordenado da task-force da vacinação contra a covid-19, o vice-almirante Gouveia e Melo, na reunião desta terça-feira.

“O plano de vacinação, tal como sublinhado no Infarmed, tem como meta chegar ao final da semana com 80% dos maiores de 80 anos inoculados. Nos próximos dias, mais de um milhão de portugueses estarão vacinados com uma dose e meio milhão com duas doses da vacina”, referiu o chefe do Executivo socialista.