Sociedade

Ministro diz que são as crianças e os jovens que mais perdem se desconfinamento não acontecer

"Quem mais tem a perder, se as coisas não correrem como se deseja, são as crianças e os jovens", considera Tiago Brandão Rodrigues.


O ministro da Educação disse, esta sexta-feira, ser "crucial" o sucesso do processo de desconfinamento e sublinhou que os alunos serão quem mais perde se a situação se complicar, lembrando nada está ganho na contenção da covid-19.

Tiago Brandão Rodrigues falava na inauguração das obras de ampliação aos 2º e 3º ciclos da Escola Básica do Parque das Nações, cerimónia que teve a presença do primeiro-ministro, António Cista, e do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina.

"Estamos num momento crucial com o encerramento do segundo período escolar, já com atividades letivas nos jardins-de-infância e no 1º ciclo. Quero dizer algo sobre este processo de desconfinamento: O país passa por um período complexo e nada está ganho", afirmou.

O ministro garantiu que tem falado com professores e autarcas e que todos sabem que "quem mais tem a perder, se as coisas não correrem como se deseja, são as crianças e os jovens".

"Temos de fazer com que o desconfinamento possa acontecer como todos desejamos, tendo em vista abrir o terceiro período escolar como queremos, com o 2º e 3º ciclos, e depois possamos abrir com os ensinos Secundário e Superior", sublinhou.