Sociedade

Bordallo Pinheiro reage à polémica com Tory Burch: "Podem tirar a tradição do poveiro, mas nunca tirarão o poveiro da tradição"

A estilista norte-americana vende um serviço de louça bastante semelhante à coleção "Couve" da marca portuguesa.


A marca portuguesa Bordallo Pinheiro tem há mais de cem anos um serviço de louça intitulado "Couve". Pelos Estados Unidos, a estilista Tory Burch vende um serviço bastante semelhante chamado "Lettuce", ou "Alface", se traduzirmos para português. Por cá, cada peça do serviço custa entre 20 a 30 euros, por lá os preços variam entre os 150 e os 300 euros.

Depois da polémica com a camisola poveira, a Bordallo Pinheiro também não quis deixar de comentar as semelhanças com os seus produtos e recorreu às redes sociais para o fazer.

"Cá para nós há coisas que valem bem mais que o preço. O apreço pela criatividade, a tradição, a originalidade, a história. Traços que definem quem nós somos enquanto marca e enquanto comunidade", lê-se na página de Instagram da marca. 

"Por isso a nossa recompensa maior é a vossa preferência, lealdade e reconhecimento do que é autêntico. E o mesmo vale para tudo o que é nosso. Podem tirar a tradição do poveiro, mas nunca tirarão o poveiro da tradição!", acrescenta.

Recorde-se que após a polémica com a camisola poveira, que a marca dizia ser "original" e inspirada no México, várias pessoas chamaram também à atenção das semelhanças entre os produtos de louça.