Economia

Quebra de 14% nas reclamações enviadas à supervisão de seguros e fundos de pensões

Em 2020, deram entrada na Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) 8549 processos de reclamação.

No ano passado, deram entrada na Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) 8549 processos de reclamação, menos 14% em comparação com 2019.

Em comunicado, a ASF explica que “esta redução encontra explicação, por um lado, nas medidas de confinamento tomadas a partir de meados de março, evidenciada por uma quebra no número de reclamações em especial entre abril e junho, e por outro lado, nas melhorias introduzidas nos procedimentos de reclamação junto da ASF no sentido de privilegiar o primeiro contacto com o operador, que reduziram o número de reclamações apresentadas diretamente”.

Relativamente à via utilizada para a apresentação das reclamações, observou-se um aumento das reclamações apresentadas através do Livro de Reclamações, que passou a representar 52% das reclamações recebida em 2020.

Destaque para o Livro de Reclamações Eletrónico, que apenas entrou em vigor em julho de 2019 e que passou a constituir o meio mais utilizado pelos reclamantes, abrangendo um total de 3 307 reclamações (39% das reclamações recebidas).

A ASF informa ainda que, durante o ano foram encerradas 9 201 reclamações, menos 2% face ao ano anterior, sendo que no final de 2020 o número de processos pendentes era de 3 854, evidenciando uma redução de 14% face ao número de processos existentes no início do ano.