Sociedade

Novo apagão deixa Madeira sem eletricidade

O arquipélago foi afetado por uma grande tempestade, este sábado, que provocou inundações, cortes de energia e quedas de muros. A Empresa Eletricidade da Madeira está a tentar repor a energia aos poucos. Sete pessoas necessitaram realojamento. 

Um novo apagão geral está a afetar a energia elétrica, este domingo, na ilha da Madeira. Na noite de ontem, o arquipélago ficou sem eletricidade devido à tempestade que se instalou, provocando inundações e queda de muros em vários pontos da região. 

A Empresa Eletricidade da Madeira está a tentar repor a energia, que começou a falhar a partir das 07h00 da manhã, na sequência da trovoada e das descargas elétricas contínuas durante a madrugada, explicou uma fonte do Governo Regional da Madeira à agência Lusa.

O sistema na Central Elétrica da Vitória, situada no Funchal, foi desativado devido à intensidade da tempestade, ao provocar um apagão geral.

Os Bombeiros Sapadores do Funchal, um dos concelhos mais afetados pelo temporal, disseram que, neste momento, estão a realizar ações de socorro e limpeza, relacionadas com inundações e quedas de muros.

Segundo a Câmara Municipal da Madeira, não há registo de feridos, mas ontem duas famílias, um total de sete pessoas, precisaram de ser realojadas "devido à falta de condições de habitabilidade de duas casas inundadas".

Além dos cortes de energia em vários pontos do Funchal, até às 18h00, registaram-se 13 ocorrências, incluindo queda de pedras e inundações, devido à queda de neve. Por precaução, duas estradas nas zonas montanhosas foram encerradas.

O Aeroporto Internacional da Madeira também foi afetado, tendo que alterar a rota de dois voos oriundos do Porto para aterrar Porto Santo em vez de no Funchal. 

O arquipélago da Madeira ainda está hoje sob aviso laranja do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) até ao meio dia, com a possibilidade de ocorrer aguaceiros, por vezes fortes, de granizo, acompanhados por trovoada.

Porto Santo é a única localidade sob aviso amarelo, devido ao risco de trovoada até ao meio dia e de aguaceiros até às 15h00, por vezes fortes. Já o resto do arquipélago está sob aviso laranja do IPMA até ao meio dia, devido à chuva e trovoada. Às 15h00, a Madeira volta a estar sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte e trovoada.