Sociedade

Presidente da República falou com mulher de português ferido em Moçambique

A vítima resgatou e salvou 26 pessoas.

"O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa falou, esta manhã, com a esposa do nosso compatriota ferido naquele ataque, e que está a ser evacuado para Joanesburgo para tratamento médico, sendo, felizmente, os ferimentos que sofreu menos graves do que o que se temia inicialmente", pode ler-se numa nota publicada no site oficial da Presidência da República referente ao português que foi baleado, na localidade que estará ocupada por um grupo de terroristas com ligações ao Estado Islâmico, numa perna.

No entanto, a vítima conseguiu resgatar e salvar 26 pessoas que conduziu até a uma praia segura. É de realçar que, na vila de Palma, perto de Pemba, há dezenas de corpos nas ruas, sendo que "o Presidente da República continua a acompanhar com preocupação a situação no norte de Moçambique".

Importa referir também que um barco com 1800 pessoas que fugiram dos ataques terroristas em Palma está ao largo de Pemba, onde deverá atracar em breve, disse à Lusa uma fonte que está a acompanhar as operações. A embarcação partiu no sábado de Afungi com destino ao porto de Pemba - onde se concentram familiares das pessoas que viajam no barco, a maioria trabalhadores do projeto de gás natural da região que se encontra a cargo da petrolífera francesa Total -, encontrando-se já ao largo da capital provincial de Cabo Delgado.