Sociedade

DGS alerta para fraca qualidade do ar devido a massa do Norte de África

Autoridade de saúde recomenda cuidados redobrados para criança e idosos. “Devem permanecer no interior dos edifícios e, se viável, com as janelas fechadas".

Uma massa de ar do Norte de África é responsável pela "fraca qualidade do ar” que se verifica esta segunda-feira, e que se deverá manter amanhã, no continente, alerta a Direção-Geral da Saúde (DGS), que recomenda cuidados redobrados para a população mais sensível, em especial crianças e idosos.

"Está a ocorrer uma situação de fraca qualidade do ar no continente, prevendo-se que a mesma se mantenha hoje e terça-feira", um fenómeno que se deve à "intrusão de uma massa de ar proveniente dos desertos do Norte de África”, adianta a DGS.

No entanto, o efeito deste fenómeno pode ser enfraquecido com queda de chuva, prevista para algumas zonas do país, e que permitirá reduzir a concentração de partículas no ar.

A DGS sublinha ainda que estas partículas inaláveis têm "efeitos na saúde humana, principalmente na população mais sensível, nomeadamente nas crianças e idosos, cujos cuidados de saúde devem ser redobrados durante a ocorrência destas situações”.

"Os grupos de cidadãos, pela sua maior vulnerabilidade aos efeitos deste fenómeno, para além de cumprirem as recomendações para a população em geral, devem permanecer no interior dos edifícios e, se viável, com as janelas fechadas", recomenda.

Além das crianças e idosos, são apontadas como vulneráveis pessoas com problemas respiratórios crónicos, principalmente asma, e doentes do foro cardiovascular.