Sociedade

PSP deteve três pessoas após ser encontrada embarcação abandonada no Algarve

As autoridades policiais estão a investigar o caso para saber se a embarcação poderá estar relacionada com tráfico de droga ou imigração ilegal.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve, esta segunda-feira, três pessoas que alegadamente desembarcaram de forma ilegal numa praia do concelho de Vila Real de Santo António, no Algarve.

Uma patrulha da Polícia Marítima (PM) "localizou cerca das 08h10 de segunda-feira, na praia de Santo António", uma "embarcação abandonada", tendo sido realizadas imediatamente "buscas nas imediações para ver se havia alguém que pudesse ser relacionado com a embarcação", mas sem resultados, disse o capitão do porto algarvio, Rui Vasconcelos Duarte, à agência Lusa.

As buscas foram realizadas na praia e na mata nacional das Dunas Litorais de Vila Real de Santo António, porém como não foi possível encontrar ninguém, a ocorrência foi "comunicada às restantes autoridades, à GNR, à PSP e ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras [SEF]", confirmou a mesma fonte.

Vasconcelos Duarte disse que o “caso está a ser investigado” para se saber se a embarcação poderá estar relacionada com tráfico de droga ou imigração ilegal.

Caso se confirme tratar-se de imigração ilegal vinda do Norte de África, este será então o sétimo desembarque na costa algarvia desde o final de 2019.

Os três elementos "foram depois detidos pela PSP", mas "não há informações claras" que apontem para a chegada à praia naquela embarcação, nem se estiveram com outras pessoas, disse uma fonte do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) à Lusa.

Os três detidos serão presentes ao tribunal já esta terça-feira à tarde, indicou a mesma fonte.