Sociedade

Todos os guardas prisionais do continente estão vacinados contra a covid, diz ministra

Também já estão já vacinados "todos os cidadãos inimputáveis e começou agora uma segunda fase para reclusos com problemas de saúde".

Todos os guardas prisionais do continente já foram vacinados contra a covid-19, num total de 8.800 vacinas aplicadas nos serviços prisionais, anunciou a ministra da Justiça, esta terça-feira.

"O processo de vacinação em curso na área da Justiça, nomeadamente nos serviços prisionais, está a correr muito bem. Neste momento já há cerca 8.800 vacinas aplicadas, o que significa que, ao nível do continente, os guardas prisionais estão todos vacinados, há 4.000 pessoas que fizeram já uma segunda dose", disse Francisca Van Dunem aos jornalistas, na conferência de imprensa de apresentação dos dados gerais do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2020.

A governante adiantou ainda que, no sistema prisional, estão já vacinados "todos os cidadãos inimputáveis e começou agora uma segunda fase para reclusos com problemas de saúde".

Já o ministro da Administração Interna, também presente na conferência de imprensa, fez um balanço da vacinação no setor da segurança.

Segundo Eduardo Cabrita foram vacinados contra a covid-19 cerca de 16 mil bombeiros e 20 mil elementos das forças de segurança, 10 mil da GNR e 10 mil da PSP, tendo sido dada prioridade "a quem está na rua" e tem "função de patrulheiro ou garante da verificação do cumprimento das regras em matéria de estado de emergência".